Assessoria e Consultoria

ELABORAÇÃO DE DOCUMENTOS NA ÁREA DE SEGURANÇA DO TRABALHO PROGRAMAS DE PREVENÇÃO

  • PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais
  • PCMSO - Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional
  • LTCAT - Laudo Técnico das Condições Médico e Saúde Ocupacional
  • LP - Laudo de Periculosidade NR16
  • LI - Laudo de Insalubridade NR15
  • PPP - Perfil Profissional Previdenciaário
  • PCMAT - Programa de Condições e Meio Ambiente na Indústria da Construção
  • PPRA e PCMSO - Conforme NR 31
  • analise ERGONÔMICa no trabalho - Elaborado por uma Fisioterapeuta Ergonomista
  • PCA - Programa de Controle Auditivo
  • PPR - Programa de Proteção Respiratória
  • PGSSEC - Programa de Gestão de Saúde e Segurança em Espaços Confinados
  • Laudo técnico nr 13 vasos de pressão
  • Laudo Técnico de Instalações Elétricas (NR-10)
  • Laudo Técnico de Máquinas (NR-12)
  • Laudo Técnico de Ruído (normas ocupacionais e vizinhança)
  • Elaboração e emissão de laudos profissionais com recolhimento e emissão de Anotação de Responsabilidade Técnica – ART junto ao CREA – Conselho Regional de Engenharia, Agronomia e Arquitetura
  • Projeto de Sinalização de Segurança
  • Elaboração do Mapa de Riscos Ambientais (NR-5)
  • Elaboração de Manuais e Informativos para Distribuição Interna
  • Criação de Campanhas e Eventos para boas práticas em SST
  • Elaboração do Laudo Ergonômico (NR-17)
  • Orientação Postural
  • Ginástica Laboral
  • Palestras sobre Ergonomia
  • Elaboração de Projetos Especiais
  • Estudo ergonômico com utilização das ferramentas (RULA, OWAS, NIOSH, SUE RODGERS, entre outras)
 

• Ordens de Serviços (NR-1)

O serviço de engenharia inicia-se pela elaboração das Ordens de Serviço – OS (NR-01) dando ciência aos trabalhadores sobre os riscos profissionais nos locais de trabalho, os meios de prevenção e medidas de controle existentes para prevenção.

• PPRA (NR-9) PCMAT (NR-18) PGR (NR-9) LTCAT (Legislação Previdenciária)

Os programas de prevenção de riscos ambientais, como por exemplo, o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA são elaborados de forma personalizada, abrangendo os agentes de riscos da empresa e seguindo as etapas básicas e indispensáveis para um programa de qualidade: antecipação e reconhecimento dos riscos, estabelecimento das prioridades e metas de avaliação e controle, avaliação dos riscos e da exposição dos trabalhadores, implantação das medidas de controle e verificação da sua eficácia, monitoramento da exposição aos riscos e registro e divulgação dos dados.

• Equipamento de Proteção Coletiva – EPC

Antes de indicar o uso de Equipamentos de Proteção Individual – EPI aos trabalhadores nossa equipe de engenharia vai trabalhar para atuar na eliminação ou neutralização do agente na fonte e/ou ainda utilizando-se de Equipamentos de Proteção Coletiva – EPC.

• Equipamento de Proteção Individual – EPI (NR-6)

A proteção dos trabalhadores por meio do uso de EPI inicia-se com a determinação adequada dos EPI’s de acordo com os riscos levantados nos programas (Ex: PPRA), passando pelo treinamento dos trabalhadores, gerenciamento da entrega e fiscalização do uso.

• Análise Preliminar de Risco – APR

A APR é uma ferramenta indispensável para verificação prévia dos riscos que envolvem determinada atividade. O objetivo é atribuir soluções de prevenção, atenuação ou neutralização dos riscos antes e/ou durante a execução da atividade pelo trabalhador, proporcionando dessa forma, mais segurança evitando acidentes e prevenindo doenças.

• Permissão de Trabalho – PT

Ferramenta indispensável para execução de atividades consideradas mais complexas, como por exemplo, o trabalho em altura ou em locais confinados. A permissão de trabalho garantirá uma checagem dos requisitos básicos e dos Equipamentos de Proteção Individual – EPI inerentes a uma atividade de risco.

• Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP

O Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP constitui-se em um documento histórico-laboral do trabalhador que reúne, entre outras informações, dados administrativos, registros ambientais e resultados da monitoração biológica, durante todo o período que este exerceu suas atividades. Sua emissão é obrigatória a partir de 01/01/2004.